FUNDAGRO
Fundação de Apoio ao Desenvolvimento
Rural Sustentável do Estado de Santa Catarina
www.fundagro.org.br



PREVISÃO CLIMÁTICA TRIMESTRAL

OUTRUBRO, NOVEMBRO DEZEMBRO/2014

01/10/2014

Comportamento das condições oceânicas

Durante agosto de 2014, temperaturas da superfície do mar (TSM) acima da média climatológica persistiram em boa parte do Oceano Pacífico equatorial. A maioria dos modelos continua a prever o desenvolvimento do El Nino de fraca intensidade, persistindo até 2015.

Sistemas atmosféricos   

O trimestre em questão refere-se aos meses da primavera no Hemisfério Sul, que teve início no dia 22 de setembro e se estende até o dia 21 de dezembro.

Nesta época do ano, o principal sistema atmosférico causador de chuva no sul do Brasil ainda é a frente fria, mesmo que neste período apresente menor intensidade, devido ao enfraquecimento do gradiente de temperatura e dos jatos, subtropical e polar.

A precipitação neste período também pode ser incrementada pela associação das frentes frias aos sistemas de baixa pressão no Paraguai, e pela atuação de Sistemas Convectivos de Mesoescala (SCM), constituídos pelos Complexos Convectivos de Mesoescala (CCM) e Linhas de Instabilidade (LI). Quando as frentes frias se deslocam pelo litoral do RS, associadas aos sistemas de baixa pressão entre o sul do Paraguai e noroeste do RS, costumam ocasionar volumes significativos de chuva no Alto Jacuí.

Em virtude da configuração de El Niño nos próximos meses, episódios de chuva intensa em curtos espaços de tempo, tendem a ocorrer com maior frequência, resultando em totais de chuva, muitas vezes superiores a média climática mensal, em poucos ou até mesmo em um único evento de chuva.

Entre a segunda quinzena de novembro e a primeira de dezembro ocorre uma quebra das instabilidades da primavera para dar início ao processo convectivo de verão na segunda quinzena de dezembro. Neste período as chuvas ocorrem de maneira mais irregular. A partir da segunda quinzena de dezembro, a convecção (aquecimento diurno) se torna mais ativa na região, favorecendo a formação de nuvens convectivas, que muitas vezes resultam nas chamadas “chuvas de verão”, ou seja, pancadas rápidas e isoladas de chuva entre o final da tarde e a noite, que muitas vezes ocorrem associadas a temporais com ventos fortes, granizo, além de intensa atividade elétrica para área de atuação da COPREL.

Na primavera as massas de ar frio avançam com menor frequência pela região sul do Brasil, e quando atingem apresentam menor intensidade e duração.

Precipitação

Climatologicamente para área de atuação da COPREL, o mês de outubro apresenta o maior índice pluviométrico para o trimestre, conforme tabela 1. Nesse mês é comum ocorrer uma quebra de padrão na circulação atmosférica na América do Sul, acontecendo a transição da estação mais seca, típica de inverno, para a entrada da estação mais úmida e com maior freqüência de chuvas.

Para este ano, os prognósticos indicam precipitação acima da média climatológica, para outubro e na média para novembro e dezembro, no Alto Jacuí.

Tabela 1: Normais Climatológicas para Área de atuação da COPREL, no trimestre Outubro, Novembro e Dezembro.

Mês

Precipitação (mm)

Out

160 a 170

Nov

140 a 150

Dez

150 a 160

 

Temperatura

Na primavera as temperaturas apresentam elevação gradual ao longo dos meses, conforme demonstrado na tabela 2, que mostra as normais climatológicas para as temperaturas mínimas e máximas.

Com a previsão de permanência de períodos mais encobertos e a menor freqüência de entrada de massa de ar frio, as temperaturas máximas tendem a não se elevarem significativamente à tarde. Já para as temperaturas mínimas espera-se que fiquem ligeiramente acima da normalidade, resultante da influência de dias de céu mais encobertos que evitam com que haja um resfriamento noturno mais intenso. 

Tabela 2: Normais Climatológicas para Área de atuação da COPREL, no trimestre Outubro, Novembro e Dezembro.

Mês

Temperatura mínima (°C)

Temperatura máxima (°C)

Out

13 a 16°C

24 a 27°C

Nov

15 a 18°C

26 a 29°C

Dez

16 a 19°C

28 a 31°C

 


Setor de Meteorologia - FUNDAGRO
FUNDAGRO

Hora da atualização: 09:48 hs 01/10/2014


Este documento foi produzido pelo setor de Meteorologia / FUNDAGRO.