FUNDAGRO
Fundação de Apoio ao Desenvolvimento
Rural Sustentável do Estado de Santa Catarina
www.fundagro.org.br



PREVISÃO CLIMÁTICA TRIMESTRAL

JANEIRO, FEVEREIRO E MARÇO-2015

08/01/2015

Comportamento das condições oceânicas

Os modelos de previsão climática seguem indicando a manutenção das temperaturas da superfície do mar acima da média climatológica na região equatorial do Oceano Pacífico e, portanto, a configuração de um evento de El Niño com fraca intensidade nesse início de 2015, com duração prevista até o outono deste ano.

 

Sistemas atmosféricos   

Durante o período de janeiro até a primeira quinzena de março (verão no hemisfério sul), a precipitação tem como fator predominante o processo de convecção, gerando as chuvas convectivas, popularmente conhecidas como “chuvas de verão” ou “pancadas de chuva”, que costumam ocorrer de maneira rápida e isolada e, preferencialmente, entre o final da tarde e a noite, com freqüência quase que diária.

No entanto, não se descarta a passagem de sistemas atmosféricos capazes de causar eventos extremos na área da COPREL, o que é intensificado pela atuação de massas de ar quentes e a presença de umidade transportada da Amazônia e do Atlântico Norte para o sul do Brasil nessa época do ano.

Precipitação

A previsão climática indica, para o trimestre JAN/FEV/MAR de 2015, chuvas ligeiramente abaixo da média climatológica, devendo ocorrer de forma bastante irregular no tempo e no espaço, com a possibilidade de ocorrência de acumulados significativos de chuva em um curto espaço de tempo e de forma isolada, fazendo com que o acumulado mensal fique próximo ou dentro da média climatológica (Tabela 1) em alguns municípios da área da COPREL.

Nos meses de janeiro, fevereiro e na primeira quinzena de março, o volume de chuva esperado deve ficar ligeiramente abaixo da média climatológica, ocorrendo de forma irregular. A partir da segunda quinzena de março, o aumento da freqüência de passagem de frentes frias deve fazer com que as chuvas voltem a ocorrer com maior regularidade, tanto no tempo quanto no espaço, com volumes mais próximos à média climatológica.

 

Tabela 1: Normais Climatológicas para Área de atuação da COPREL, no trimestre janeiro, fevereiro e março.

Mês

Precipitação (mm)

Jan

140 a 150

Fev

150 a 160

Mar

130 a 140

 

 

Temperatura

            A expectativa é de um verão com temperaturas dentro da média climatológica (Tabela 2) na área de atuação da COPREL. As temperaturas mínimas mais elevadas devem ficar por volta de 23 a 24 ºC e as máximas por volta dos 34 a 36 ºC em condições pré-frontais, quando os ventos predominam do quadrante norte, por alguns dias. Por outro lado, sob influência de sistemas de alta pressão vindos da Argentina, com ventos do quadrante sul, as temperaturas mínimas ficam por volta 16 a 18 ºC e as máximas por volta dos 25 a 28 ºC.

 

Tabela 2: Normais Climatológicas para Área de atuação da COPREL, no trimestre janeiro, fevereiro e março.

Mês

Temperatura mínima (°C)

Temperatura máxima (°C)

Jan

17 a 20°C

28 a 31°C

Fev

17 a 20°C

28 a 31°C

Mar

16 a 19°C

26 a 29°C

 


Setor de Meteorologia - FUNDAGRO
FUNDAGRO

Hora da atualização: 10:08 hs 08/01/2015


Este documento foi produzido pelo setor de Meteorologia / FUNDAGRO.